Nós apoiamosPROJETOS SUSTENTÁVEIS

 

Em 2012, investimos em diferentes cidades do Brasil – e também no Uruguai – para fazer a diferença no dia a dia de comunidades, colaborando com a geração de renda, a melhoria dos serviços ambientais e a conservação de ecossistemas, além de fomentar o desenvolvimento do turismo sustentável.

Uma das principais áreas beneficiadas é a Bahia. No distrito de Caetê-Açu, situado na paradisíaca Chapada Diamantina, um grupo de 30 jovens, entre 16 e 21 anos, foram capacitados para atuar na prática do turismo sustentável, promovendo o desenvolvimento local.

Em Lençóis, cidade considerada o coração da Chapada e parada obrigatória dos amantes da natureza, foi criado o projeto Trilhas Griô. Quatro comunidades tradicionais urbanas e rurais, que contam com cerca de 50 famílias, viram suas rotinas mudarem quando começaram a guiar os turistas por roteiros alternativos e mostrarem as paisagens que eles conhecem tão bem. Em um intercâmbio cultural, os visitantes mergulham na realidade de cantadores, garimpeiros, pais de santo e parteiras – tudo acompanhado de caminhadas na mata, banhos de cachoeira, passeios de canoa e receitas típicas com ingredientes naturais -, e os moradores ganham parte da renda gerada. A trilha sonora não poderia ser outra: forró pé de serra no fim do passeio.

Cortejo com Velho Griô e Mestres da Comunidade Quilombola do Remanso (Foto: Maiza Souza)

Cortejo com Velho Griô e Mestres da Comunidade Quilombola do Remanso (Foto: Maiza Souza)

No Instituto Arara Azul, a população de Euclides da Cunha, no sertão baiano, ganhou alternativas de geração de renda por meio de um polo de artesanato, usando a arara azul de lear como símbolo. As famílias usam a palha para criar objetos de decoração, cestas e utensílios domésticos, ganhando condições para um futuro melhor – as peças, inclusive, são comercializadas para São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Salvador. E, assim, a ave, que está na lista de animais em extinção há 30 anos, desperta a conscientização de turistas e moradores.

Ainda com foco na produção de renda, na justiça social e na preservação ambiental, foram criados o projeto “Na Onda da Barra”, organizada pela Flor da Terra, pensando no povo de Barra de Sucatinga, na cidade cearense de Beberibe, e o “Viajando pelas Veredas do Sertão e do Litoral”, da Fundação Brasil Cidadão, que também busca fortalecer o turismo sustentável em Icapuí.

Na Onda da Barra

A mobilização da comunidade para limpeza dos córregos da região que deságuam no mar é uma das atividades do projeto “Na Onda da Barra”.

Em Pernambuco, o projeto “Turismo da Gente” permite que comunidades da zona urbana de Olinda participem diretamente da gestão de turismo. Ao entrarem em contato com a cultura popular da região e a valorização artística, elas lutam contra a pobreza e a exclusão social.

No norte do País, a iniciativa “Ecoturismo Comunitário na Amazônia – Saúde & Alegria” oferece uma vivência mais intensa com o povo ribeirinho, especialmente de Atodí, em Santarém, no Pará. É uma oportunidade de conhecer a cultura, o modo simples e as tradições desses brasileiros que vivem em meio à natureza. Em troca, eles resgatam a autoestima, são incluídos socialmente e desenvolvem práticas econômicas sustentáveis.

Joana, anfitriã da Rede de Hospedagem Domiciliar de Olinda, participa do projeto Turismo da Gente (Foto: ICEI/Mateus Sá)

Joana, anfitriã da Rede de Hospedagem Domiciliar de Olinda, participa do projeto Turismo da Gente (Foto: ICEI/Mateus Sá)

O “Arte Carste – Mãos Criativas no Circuito das Grutas” amplia o trabalho dos artesãos habilidosos da região do circuito turístico das grutas – que engloba sete cidades: Baldim, Capim Branco, Cordisburgo, Jequitibá, Lagoa Santo, Matozinhos e Sete Lagoas – e transforma a arte em fonte de renda para as comunidades. Além disso, claro, o turismo na região é incentivado.

E não só o território tupiniquim se preocupa com sustentabilidade: o vizinho Uruguai sustenta o Sello de Ecoturismo de Base Local Para Uruguay, proposta pela Vida Silvestre Sociedad Uruguaya para la Conservación de la Naturaleza (VSUy). O intuito é contribuir com a conservação da natureza, o ecoturismo, e a inclusão social, principalmente de crianças, jovens e mulheres da área rural.

Ecoturismo de Base Local Para Uruguay

Ecoturismo de Base Local Para Uruguay

Confira abaixo a galeria com fotos de todos os projetos:

 

Comentários: (0)


Comente esse post

Todos os comentários do blog passarão por moderação da equipe monitora, sendo excluídos todos os comentários contendo quaisquer tipos de ofensas ou discriminações.