CONCURSO “#PaixãoporVoarTAM Destino: Rio Open”

 

REGULAMENTO – DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS

CONCURSO “#PaixãoporVoarTAM Destino: Rio Open” 

“Certificado de Autorização CAIXA n° 3-0159/2015” 

DESCRIÇÃO DA MECÂNICA OPERACIONAL DA PROMOÇÃO

PARTICIPAÇÃO:

1. Este é um Concurso realizado pela TAM LINHAS AÉREAS S.A, doravante denominada apenas TAM neste Regulamento, sediada à Avenida Jurandir, nº 856, Lote 4, 2º andar – Planalto Paulista – CEP. 04072-000, na Cidade de São Paulo / SP, inscrita no CNPJ sob o nº 02.012.862/0001-60, telefone / fax: (11) 5102-2484 / (11) 5171-0363 e endereço eletrônico: www.tam.com.br.

2. Concurso válido para participação apenas de pessoas físicas, residentes e domiciliadas na Cidade do Rio de Janeiro (Capital) / RJ que, ao acessarem a FANPAGE da TAM (TAM AIRLINES) no Facebook, lendo e aceitando o Regulamento lá existente, enviem legendas inspiradorasbaseadas nas imagens que serão postadas pela TAM em sua FANPAGE, no período das 0h01min (horário de Brasília) do dia 13/02/2015 às 23h59min (horário de Brasília) do dia 14/02/2015 (1ª postagem) e no período das 0h01min (horário de Brasília) do dia 18/02/2015 às 23h59min (horário de Brasília) do dia 19/02/2015/2015 (2ª postagem), a partir do qual não serão mais consideradas como válidas para participação nesta ação pela empresa promotora.

2.1. Não serão consideradas válidas, para participação no presente Concurso, legendas sobre postagens criadas e enviadas por menores de 18 anos, desacompanhados de seus pais e responsáveis, ou legendas que, por problemas técnicos, sejam enviadas fora do período definido neste Plano de Operação como válido, conforme descrito no item 2 supra.

2.2. A participação neste Concurso somente será permitida àqueles participantes que possuírem perfis públicos no Facebook.

2.3. Os interessados deverão enviar suas legendas e dados pessoais solicitados no item 6 por mensagem privada. As legendas deverão obedecer aos requisitos previstos no item 9 abaixo.

3. Os participantes deverão ser os criadores ou titulares exclusivos dos direitos para que a legenda participante receba o tratamento, uso e exploração indicados neste Regulamento, incluindo, sem que implique em limitação alguma, todas as permissões, autorizações e licenças requeridas pelos titulares de todos os direitos autorais e quaisquer outros direitos de propriedade intelectual. Caso venha a existir alguma demanda relacionada aos direitos de terceiros, o participante será o único responsável por todos os eventuais prejuízos a serem suportados pelos organizadores, os quais deverão ser mantidos isentos, bem como sua respectiva matriz, afiliadas, agências e empregados, também deverão, a todo o momento e circunstância, manterem-se isentas de qualquer responsabilidade e reivindicação nesse sentido.

4. Na hipótese de recebimento, pela empresa promotora, de duas ou mais participações com legendas idênticas ou significativamente similares, análogas e/ou que, de qualquer forma, possam ser interpretadas como cópia ou reprodução, total ou parcial, uma da outra, apenas será considerada, para os efeitos de participação válida a primeira legenda recebida, sendo as demais invalidadas para efeitos de julgamento e/ou premiação.

5. Cada usuário poderá participar com apenas 1 (uma) única legenda e por 1 (uma) única vez, no decorrer de toda a ação. Ou seja, se o participante optar em legendar a 1ª postagem (de 13/02/2015 a 14/02/2015), e concorrer aos “KITS TAM RIO OPEN” que serão distribuídos nos dias 16; 17; 18; 19 e 20/02/2015, ele não poderá participar da 2ª postagem (de 18/02/2015 a 19/02/2015) para concorrer aos “KITS TAM RIO OPEN” distribuídos nos dias 21 e 22/02/2015. Somente o primeiro envio de legenda pelo participante será válido, sendo os demais desclassificados pela Comissão Julgadora.

ENVIO DAS LEGENDAS E INFORMAÇÕES PESSOAIS PELOS PARTICIPANTES:

6. Somente estará apto a participar todo interessado que preencher cumulativamente todos os requisitos abaixo:

a)  Resida e possua domicílio na Cidade do Rio de Janeiro (Capital), Estado do Rio de Janeiro;

b)  Possua perfil público no Facebook;

c) Legende, de forma original e criativa, a foto postada pela organizadora na FANPAGE da TAM (TAM AIRLINES);

d) Envie – junto com a legenda criada – nome completo (nome e sobrenome), telefone para contato e número do seu CPF através de mensagem privada;

e) Leia e aceite o Regulamento do Concurso ao acessar o aplicativo / FANPAGE  da TAM para participação.

7. É responsabilidade do participante a conferência dos seus dados pessoais e do teor da legenda antes do envio. Após o envio, sua participação no Concurso não poderá mais ser excluída ou alterada.

DO JULGAMENTO DO CONCURSO:

8. As legendas encaminhadas serão avaliadas pela Comissão Julgadora do Concurso formada por julgadores pertencentes à empresa promotora (TAM), os quais escolherão, com base nas postagens realizadas nos períodos abaixo descritos, as legendas que ocuparem as melhores classificações nos rankings pertencentes a cada período – 10º ao 1º lugares no período de 13/02/2015 a 14/02/2015 e 5º ao 1º lugares no período de 18/02/2015 a 19/02/2015:

tabela I

8.1. As legendas serão ranqueadas entre si para efeito da premiação conforme regra disposta no item 11 abaixo.

9. A apuração pela Comissão Julgadora do Concurso ocorrerá nos períodos compreendidos na Tabela (item 8 acima), seja em relação à 1ª ou à 2ª postagem, no endereço da empresa promotora, com base nos seguintes critérios técnicos:

a)Originalidade e Criatividade na criação da legenda, desde que traduza o tema proposto na imagem postada;

b) Possuir no máximo 80 caracteres com espaços;

c)  Estar escrita em Língua Portuguesa, em obediência às regras ortográficas vigentes;

d) Não conter palavras de baixo calão, referências elogiosas ou não às marcas, produtos ou serviços de terceiros, reprodução, parcial ou total de obras de terceiros, conteúdos considerados impróprios pela Comissão Julgadora, tais como aquelas que contenham expressões contrárias à moral e aos bons costumes, que contenham conotação discriminatória ou que incitem práticas ilegais, que agridam a imagem e/ou direito da TAM ou de terceiros. Da mesma forma, serão automaticamente desclassificadas as legendas que fizerem referências desonrosas a pessoas, locais, obras culturais, crenças, raça, cor, sexo ou, ainda, tenham qualquer cunho político ou partidário.

9.1. Todas as legendas serão classificadas (em obediência às regras descritas no item 11 e 11.1 abaixo), cada qual recebendo o “KIT TAM RIO OPEN” ofertado à sua classificação, e assim sucessivamente, até entregar todos aqueles disponíveis para a distribuição.

10. O participante será excluído deste Concurso e sua participação invalidada, sem direito a questionamentos e recursos, nas seguintes situações:

10.1. Em caso de fraude, seja em relação aos dados fornecidos, ou, ainda, ao próprio Concurso, podendo inclusive responder por crime de falsidade ideológica;

10.2. Através do envio de conteúdos que não preencham todas as condições previstas neste Regulamento, independentemente de qualquer obrigação de comunicar os participantes a respeito desta desclassificação;

10.2. Cometerem atos de hackers, crackers, ou qualquer outra situação considerada desrespeitosa em relação às regras de uso do aplicativo – Facebook – além das regras presentes neste Regulamento, sendo certo que poderão ser responsabilizados civil e criminalmente, nos termos da legislação;

10.3. Contiverem dados incorretos, incompletos, ou que não atendam as especificações técnicas e/ou quaisquer outras disposições deste Regulamento;

10.4. Esteja impedido de participar deste Concurso por ser funcionário, sócio ou diretor pertencente à empresa organizadora (TAM LINHAS AÉREAS S.A e todas as coligadas) ou aos prestadores de serviços envolvidos diretamente neste no processo.

11. Caso o participante, que tenha sua legenda escolhida, venha, no ato da entrega do premio, declinar do seu direito à premiação atribuída à sua colocação no ranking, a premiação a ele devida terá o seu valor equivalente recolhido como renda em favor da União.

11.1. A mesma regra acima descrita será aplicada aos casos em que venha a ser verificada qualquer das hipóteses previstas como desclassificatórias pela Comissão Julgadora (subitens 10.1 a 10.4 supra), mesmo no ato da validação da premiação para a entrega ao ganhador.

12. A decisão da Comissão Julgadora, seja em relação ao ranking das legendas, seja na interpretação das hipóteses de desclassificação acima previstas (subitens 10.1 a 10.4) é soberana, inquestionável e irrecorrível.

12. Ocorrendo empate entre dois ou mais participantes, o desempate entre eles será dado pelo “voto de minerva” atribuído pelo julgador indicado pela TAM para cumprir tal finalidade, dentre aqueles que comporão a Comissão Julgadora.

13. Os nomes dos participantes e sua classificação no ranking – em cada período – deste Concurso estará disponível na FANPAGE da TAM no Facebook para visualização dos internautas nas datas previstas na Tabela do item 8 acima. TODAVIA, ATÉ QUE A VALIDAÇÃO DO DIREITO À PREMIAÇÃO PELA EMPRESA PROMOTORA SEJA REALIZADA, A LISTAGEM E A COLOCAÇÃO DO PARTICIPANTE AINDA NÃO SERÃO CONSIDERADAS GANHADORAS.

13.1. A listagem completa e definitiva dos ganhadores, bem como sua classificação no ranking da 1ª e da 2ª postagem, também será publicada na própria FANPAGE da TAM, no mesmo aplicativo acima descrito, SOMENTE A PARTIR DO DIA 22/02/2015.

PREMIAÇÃO:

14. Será entregue, pelos organizadores, premiação no valor total de R$ 6.200,00 (seis mil e duzentos reais), conforme descrição abaixo:

TABII

15. A empresa promotora entrará em contato com cada escolhido, por meio de telefonema, para validação do direito à premiação e agendamento da entrega até o dia 15/02/2015 referente ao 10º ao 1º classificados no ranking de legendas deste período (1ª postagem), e, até o dia 20/02/2015, referente ao 5º ao 1º classificados no ranking de legendas do período da 2ª postagem.

15.1. É de total responsabilidade do ganhador informar, de forma correta e completa, seus dados pessoais, sob pena de não ser possível a entrega dos prêmios. Os organizadores não se responsabilizarão pela entrega dos prêmios caso o telefone de contato esteja incorreto ou incompleto.

15.2. A entrega dos prêmios será realizada pela equipe da empresa promotora, a qual se encontrará em stand promocional existente no local onde o Torneiro “Rio Open” de Tennis estará sendo realizado, (Sede Social do Jockey Club Brasileiro) à Av. Mario Ribeiro, 410 – Lagoa – Rio de Janeiro/RJ, nos dias determinados pelos ingressos aos quais farão jus ao recebimento. As despesas do translado dos ganhadores de suas residências ao recinto do Torneiro e do Torneiro às suas residências será suportado integralmente pela empresa promotora, sem ônus aos participantes contemplados.

16. O participante contemplado fica ciente, e desde já concorda, que o recebimento da premiação e a assinatura do recibo de entrega e quitação do prêmio extinguirão seu direito de reclamação futura sobre o prêmio recebido.

17. A recusa pelo participante ganhador em apresentar seus documentos de identificação no ato da entrega do “KIT TAM RIO OPEN”, ou assinar o recibo de entrega e quitação do prêmio, impedirão que a premiação lhe seja entregue. Em ambos os casos, os valores correspondentes aos prêmios não entregues serão recolhidos ao Tesouro Nacional, como renda da União.

18. Em nenhuma hipótese o prêmio poderá ser convertido em dinheiro ou trocado por qualquer bem, produto, serviço ou direito.

19. Na eventualidade do contemplado vir a falecer, o prêmio será entregue ao seu inventariante, que deverá comprovar tal condição no ato da sua entrega, bem como cumprir com os requisitos impostos nos itens acima.

20. Caso o ganhador seja menor de 18 anos, a premiação a que terá direito a receber será entregue ao seu pai, mãe ou responsável legal (em conformidade com as exigências do Código Civil brasileiro). Neste caso, OBRIGATORIAMENTE, AQUELE QUE VIER A RECEBER A PREMIAÇÃO A QUE FARÁ JUS O MENOR DEVERÁ SER O SEU ACOMPANHANTE PARA ASSITIR AO TORNEIRO RIO OPEN DE TENNIS, e deverá comprovar sua condição de pai, mãe ou responsável legal do menor (através da apresentação de certidão de nascimento do menor), além dos demais documentos obrigatórios de identificação.

EXIBIÇÃO DO PRÊMIO:

21. Os prêmios serão exibidos na FANPAGE da TAM no Facebook.

COMPROVAÇÃO DE AQUISIÇÃO DO PRÊMIO:

22. Em decorrência de a premiação prometida se tratar de “KIT” composto por materiais já existentes e pertencentes à empresa promotora, destinados a distribuição com a finalidade de divulgação institucional da marca (mochilas e squeezes com logomarca TAM) e ingressos recebidos pela TAM em decorrência da aquisição, por ela, de quota de patrocínio do referido Torneio, a comprovação da aquisição dos prêmios será feita através do encaminhamento de declarações próprias, nas quais a empresa promotora atestará, para os devidos fins, ser possuidora, bem como os seus respectivos valores médio de mercado – no caso de produtos retirados do próprio estoque pela TAM (mochilas e squeezes com logomarca TAM) – e, dos ingressos, através de consulta ao link www.rioopen.com – em até 08 (oito) dias antes da 1ª apuração (15/02/2015), nos termos da legislação vigente.

DIVULGAÇÃO DOS GANHADORES:

23. A divulgação dos ganhadores ao público será realizada através da FANPAGE da TAM no Facebook a partir do dia 22/02/2015.

PRESCRIÇÃO DO DIREITO AOS PRÊMIOS:

24. O direito do ganhador de reclamar seu prêmio prescreverá 180 (cento e oitenta) dias após a data de cada apuração dos contemplados, de acordo com o Decreto 70.951/72 – Artigo 6º. Os prêmios para os quais não haja o equivalente ganhador (prescritos) terão seus respectivos valores recolhidos aos cofres da União, no prazo legal.

DISPOSIÇÕES GERAIS:

25.  Será disponibilizada, pela empresa promotora, aos participantes neste Concurso, para esclarecimento de eventuais dúvidas existentes acerca do Regulamento e de suas condições SAC existente na própria FUNPAGE da TAM no Facebook.

25.1. Caso as dúvidas dos participantes, existentes acerca deste Concurso não forem dirimidas através do canal acima identificado, posteriormente, deverão ser submetidas à CEPCO/Caixa e ao PROCON, locais onde serão recebidas as reclamações fundamentadas.

26. O participante, no ato da sua participação neste Concurso, concordará em ceder, para o uso gratuito e livre de qualquer ônus ou encargo, seu nome e legenda criada, em qualquer tipo de mídia e/ou peça promocional, inclusive em televisão, rádio, jornal, cartazes, faixas, outdoors e na Internet, em todo território nacional, para a ampla divulgação da conquista do prêmio e/ou do conteúdo vencedor, pelo prazo de 12 (doze) meses contados da data da divulgação do resultado deste Concurso (22/02/2015).

27. Os participantes na presente promoção autorizam a empresa promotora a utilizar seus endereços físicos, eletrônicos, telefones e demais dados por eles a serem fornecidos, visando, dentre outros, a atualização de banco de dados pertencente à própria empresa promotora, reforço de mídia publicitária ou promocional, divulgação de eventos e notícias, dentre outros.

28.  A empresa promotora se compromete a incluir o número do Certificado de Autorização da CAIXA ECONÔMICA FEDERAL em todo o material de divulgação deste Concurso.

29. A responsabilidade da empresa promotora perante o participante contemplado e/ou seus acompanhantes encerra-se no momento da entrega do prêmio.

30. A TAM LINHAS AÉREAS S.A não será responsável, e dessa forma não estará obrigada a indenizar os participantes por falhas de conexão, bem como por falha técnica de qualquer tipo, ou por qualquer outra que não esteja ao seu alcance solucionar, incluindo, mas não se limitando, ao mau funcionamento eletrônico de qualquer rede, “hardware” ou “software”, linha telefônica, ou por qualquer falha humana e/ou técnica, dentre outras, que possam ocorrer durante, inclusive posteriormente à participação, e que, dessa forma, venham a prejudicar os participantes, individual ou coletivamente.

31. O participante concorda expressamente com a total isenção de responsabilidade da empresa promotora, por qualquer dano ou prejuízo oriundo da participação neste Concurso, ou pela eventual aceitação do prêmio, sejam ocorrências em virtude da má utilização das premiações ofertadas, tais como acidentes em geral, problemas de saúde, furtos, roubos etc, ou qualquer outra que possivelmente venha a existir.

32. A empresa promotora se responsabiliza e declara que seguirá os termos de uso do Facebook para a realização do presente Concurso.

33. A empresa promotora garante a integridade e disponibilidade dos dados cadastrais e materiais produzidos pelos participantes, através deste Concurso. As informações serão armazenadas, de forma segura, fora do ambiente do Facebook, pela empresa promotora.

34. A empresa promotora garante uma contingência eficaz que assegure a continuidade da promoção até seu término, sem prejuízos aos participantes, por qualquer motivo.

35. Este Concurso é de inteira responsabilidade da promotora, sem qualquer envolvimento ou participação do Facebook.

36. A participação no presente Concurso implica na aceitação automática, total e irrestrita de todas as disposições do presente Plano e seu Regulamento.

37. A distribuição de prêmios, de que trata a presente promoção, é gratuita, não cabendo qualquer tipo de ônus aos (às) participantes.

38. Fica eleito o Foro da Comarca de São Paulo/SP para dirimir quaisquer questões oriundas desta mecânica promocional.

39. O Regulamento completo deste Concurso estará disponível na FUNPAGE da TAM no Facebook e no blog.tam.com.br, durante todo o período da promoção e até 30 (trinta) dias após o seu término.

MEIOS DE DIVULGAÇÃO DO ASSEMELHADO A CONCURSO:

40. A divulgação do CONCURSO “#PaixãoporVoarTAM Destino: Rio Open” será realizada através das mídias online (redes sociais) e na FANPAGE da TAM no Facebook.

São Paulo/ Brasília, 13 de fevereiro de 2015

TAGS: , Comentários: (0)


Comente esse post

Todos os comentários do blog passarão por moderação da equipe monitora, sendo excluídos todos os comentários contendo quaisquer tipos de ofensas ou discriminações.

BAGAGEM HISTÓRICA TAM

 

Quando somos crianças, alcançar as nuvens parece algo mágico, e a vontade de crescer fica ainda maior quando reconhecemos o trabalho de um comandante. Tornamos possível o que parecia loucura, e a criançada poderá sim, pilotar uma aeronave, sem que para isso seja preciso virar gente grande. No mês das crianças, a Bagagem Histórica aterrissa em Guarulhos para uma viagem inesquecível. E o sonho de voar será realizado logo no check in.

Estudamos cada detalhe das aeronaves clássicas, para criar peças iguaizinhas, mas sob medida para os pequenos. Os carrinhos tradicionais de bagagem se transformam no famoso 14-bisAmerican Flea ShipGloster “Meteor” F8 e Supermarine Spitfire MK9 que hoje só vemos em filmes antigos e desenhos animados. A frota fica disponível no Aeroporto de Guarulhos, do dia 05 ao 12 de outubro. E a vontade dos papais vai ser de virar criança novamente só para pilotar um igual. <3

As coordenadas são: Aeroporto de Guarulhos (GRU), Terminal 2, do dia 05 ao dia 12 de outubro. Mas se você quiser ver as aeronaves originais que inspiraram a frota Bagagem Histórica, além de réplicas em tamanho natural de diversos clássicos da aviação, é só passar no Museu Tam!

Comentários: (0)


Comente esse post

Todos os comentários do blog passarão por moderação da equipe monitora, sendo excluídos todos os comentários contendo quaisquer tipos de ofensas ou discriminações.

DESTINO #9: SANTIAGO VOLTA AO MUNDO ONEWORLD

 

“La Roja Mete Miedo”. Hola, Chile, que tal? Que bela maneira de nos receber, já na saída do aeroporto, depois de 16 horas de viagem, três jogadores da seleção nos avisam que eles não estão indo pro Brasil pra brincar. Porque, se depender deles, não só vai ter Copa, como a Copa já começou — no Barrio Meiggs, uma espécie de 25 de Março de Santiago, bem perto da estação Central de trens e metrô, principalmente.

Assim como na versão Paulistana, o que não falta são todos os tipos de produtos imagináveis pra se usar e fazer barulho durante o Mundial — mas, ao invés do verde e amarelo, reinam o vermelho, azul e o branco, as cores da bandeira deles.

Mas, as semelhanças com o Brasil acabam por aí.

Entre Buenos Aires e São Paulo, Santiago me pareceu a cidade que mais funciona, como um todo. É tranquila, bonita, consciente — politica, cultural e turisticamente. Por exemplo, em todas as ruas, em todos os muros, há cartazes e pichações com algum tipo de mensagem; há ruas e calçadas largas; monumentos, bandeiras, praças… Segue a coisa EUROPEIA desses países, mas você sabe que está na América do Sul pela quantidade de cachorros na rua.

E não aqueles vira-latas magrelos a que estamos acostumados. Labradores, Huskys… Vivem de boa, por aí, tranquilos. A vida é boa pra eles por lá. ;D

Além disso, todas as pessoas lá são bastante simpáticas. Sabe quando falam sobre povo hospitaleiro? Sempre que precisamos, a galera nos ajudou com boa vontade, sorriso no rosto… Não é assim tão comum ver essas coisas.

Por exemplo, o “host” do Donde Augusto, o restaurante de frutos do mar onde almoçamos, no Mercado Central. Ele me convenceu a almoçar por lá com a camisa do Corinthians pendurada na parede, mas fez questão de que fotografássemos e filmássemos tudo. Explicou com paciência cada uma das coisas, e enfim. Comi uma Centolla (ou simplesmente Caranguejo Real, GIGANTESCO!) e estava deliciosa, uma Paila Marina, prato típico do Chile, que é uma sopa cheia de frutos do mar e tomei o tal do Pisco Sour. É azedo e suave… Mas, rapaz, é forte. :D

Santiago está cercada de montanhas por todos os lados. INFELIZMENTE não foi possível ver os montes nevados com neve — ou vê-los de qualquer maneira, já que a neblina tava bem forte — mas ao subir o Cerro San Cristóbal, ver a cidade de cima e o por do sol atrás dos tais montes, essa foi, seguramente, uma das coisas mais bonitas que vi nessa Volta ao Mundo oneworld.

Lá em cima tomei o Mote con Huesillos, provavelmente a coisa mais típica que se pode beber no Chile. É tipo um chá, doce, MUITO DOCE, com pêssego desidratado e trigo. Não é muito bonito de se ver, mas pra quem gosta de coisas meladas e geladas, é uma ótima. :D

Desisti de subir até a Inmaculada Concepción, que é tipo o Cristo Redentor deles, porque a escada não era assim tão convidativa — e eu já aliviei meu carma com o Buda, em Hong Kong. Aí, com o sol já posto, fui encontrar a Valentina, que me apresentou o fortíssimo Piscola e me levou até o Liguria, um restaurante também tipicamente chileno, onde comi uma Plateada Asada al Horno e um purê “a La Chilena”, que não tem muito a ver com o que estamos acostumados aqui e… Nossa, nossa. NOSSA! Que delícia! :D

Enfim, ficamos um tempo bastante curto em Santiago, mas deu tempo de conhecer o que é preciso, inclusive uma estátua Rapa Nui direto da Ilha de Páscoa e os famosos Café con Piernas. Pretendo voltar, pra mais Piscolas, Plateadas e Centollas — e espero, quando o fizer, que o dinheiro lá tenha um pouco menos de zeros, porque é uma confusão MALUCA.

Mas valeu muito a pena. ;)

TAGS: , , , , , , , Comentários: (0)


Comente esse post

Todos os comentários do blog passarão por moderação da equipe monitora, sendo excluídos todos os comentários contendo quaisquer tipos de ofensas ou discriminações.

DESTINO #8: SYDNEY VOLTA AO MUNDO ONEWORLD

 

Back to the future… Hello there, Australia! How’s it going?

Por aqui, devo confessar, as coisas não estão lá muito bem, não. Esta é a penúltima parada da Volta ao Mundo oneworld, muito tempo longe de casa e a saudade da família e das minhas cachorras dá aquela apertada… Mas não, nem é por isso que as coisas não estão 100%, não. Até porque está faltando só um pouco pra voltar!

O problema é você, Sydney. Eu achei que ia chegar aqui, encontrar bichos bizarríssimos, comer ribs e beber refrigerante até explodir, ver a Opera House – que na minha cabeça era gigantesca, mas olha, de perto é só “normal” mesmo –, a Harbour Bridge, o aquário, coalas, cangurus… E pronto, seria mais uma cidade linda pra conta, mais uma cultura diferente e vamos para o próximo!

Mas, Sydney… Você nem tem tantas coisas assim pra ver. Os bichos ficam um pouco mais afastados e os “cartões postais” ficam bem pertinho um do outro! Só que você é uma cidade pra viver, Sydney, não pra ver. Um pouco cara, é verdade, mas a todo momento, de todo canto, você mostra a Opera, mostra a ponte e diz “bom, isso você já viu, agora vai viver!”.

E foi exatamente o que eu fiz.

Caminhei, andei de trem, fui no cinema que tem a maior tela do mundo, fui ver ornitorrinco no aquário com o Silvino, tirei selfie com um coala, virei amigo de canguru, wallabies, conheci o wombat, o TAZ!, as Três Irmãs, aprendi que os pubs são chamados de hotel e que, às vezes, você pode querer só tomar um pint num deles e ser servido por uma garçonete usando somente uma calcinha fio dental…

Fiz um tour a pé totalmente grátis pelo centro da cidade, onde aprendi um pouquinho da história da cidade e do país, vi onde gravaram “Matrix” e “Superman – O Retorno” e aprendi por que o “coat of arms” do país tem um canguru e um emu (são bípedes e não podem andar pra trás!).

Tentei encontrar a Mione em Kings Cross, estação de trem (aqui não tem metrô!) que fica bem no meio do bairro das baladas, inferninhos e coisas assim – uma espécie de Rua Augusta pra quem conhece São Paulo.

Comi torta, comi canguru (com muita dor no coração, eu confesso), comi caranguejo de casca mole, comi crocodilo, comi steak, comi pão de banana (e não cheguei nem perto de ver o tal do pão que a gente diz que é australiano). :D

Fui pra Bondi Beach, vi surfistas, ondas enormes, me molhei todo caminhando pelas pedras, fiquei com aflição da altura que estava, fiquei babando com a vista e morrendo de vontade de mergulhar na piscina meio natural, de água do mar – mas com raias para nadar como se fosse a do seu prédio…

Reencontrei a Andrea depois de QUINZE ANOS sem vê-la: ela estudou comigo no colégio, foi meu par em alguma festa junina, mas saiu ainda no primeiro colegial – ou primeiro ano do ensino médio, como é conhecido agora. Se não fossem as fotos e relatos desta Volta ao Mundo oneworld, isso jamais teria acontecido – assim como várias coisas desta visita à Austrália.

Fui fazer churrasco em Coogee Beach, que tem churrasqueiras elétricas públicas (assim como a maioria das outras praias) para que você chegue com suas carnes (ou o que for), prepare-as e passe um dia tranquilo na praia.

Conheci italianos, australianos e brasileiros. Conheci uma espécie de Europa moderna, construindo a sua própria história. Percebi tantas coisas básicas que poderiam funcionar em qualquer outro país, mas que por razões que fogem ao nosso conhecimento, não funcionam…

Sabe, Sydney… Você foi a nona cidade que conheci nesta Volta ao Mundo oneworld. Me diverti em muitas delas, aprendi muito com elas, mudei muito olhando pra elas. Todas cheias de coisas pra ver, todas cheias de coisas pra me mostrar… Mas você, linda desse jeito, resolveu me fazer viver, me fazer te aproveitar ao máximo – como todas as cidades, aliás, deveriam fazer.

O hotel, pra mim, era só uma cama. E eu sei lá se não iria curtir dormir nos seus parques – como eu fiz, aliás, num sábado de sol de manhã, só porque sim.

Eu quero voltar pra grande maioria dessas cidades que conheci para poder aproveitá-las de outra maneira, ver coisas que não consegui, mas que sei que existem… Mas pra você eu não quero voltar, simplesmente porque eu não quero sair.

Mas eu preciso, que ainda há muito pra se fazer – voltar ao passado, conhecer Santiago, dar um abraço nas minhas cachorras… Então, vamos fazer assim: reserva uma quinta-feira qualquer dessas, que eu volto. E prometo não sair tão cedo.

Pode ser?

Thanks very much. <3

TAGS: , , , , Comentários: (0)


Comente esse post

Todos os comentários do blog passarão por moderação da equipe monitora, sendo excluídos todos os comentários contendo quaisquer tipos de ofensas ou discriminações.

DESTINO #7: HONG KONG VOLTA AO MUNDO ONEWORLD

 

你好! Ni Hao! Cheguei na China, rapaz. Ou, tecnicamente, numa região administrativa especial da China: Hong Kong. Tinha aquela ideia da cidade recheada de gente, bicicletas, comidas bizarras e muita, muita, MUITA luz… E bom, em parte eu tinha razão. Tirando as bicicletas – que quase não vi em lugar nenhum – e o fato de não ter encontrado nenhum inseto pra comer no meio da rua, o que eu sabia de ter visto em filmes B e o filme “Círculo de Fogo” estava lá.

Prédios gigantescos de altos recheados de morados em espaços mínimos, muita gente pra todos os lados, um cheiro de fritura que é sentido durante todo o dia, o tempo todo, e uma quase necessidade de que se anoiteça para que a cidade ganhe vida com seus neons – que inclusive fazem parte de uma campanha publicitária que pede para que as pessoas os fotografem e os publiquem em suas redes sociais com a hashtag #HKNeon. De dia é tudo bem cinza. Pela época do ano não pegamos mais do que uma hora de céu azul. Juntando isso à enorme quantidade de prédios, ruas estreitas e um pouco malucas… lembra bastante São Paulo.

Mas, apesar de minhas profecias estarem quase certas, Hong Kong me surpreendeu e foi, provavelmente, a minha maior surpresa nesta Volta ao Mundo oneWorld.

Primeiro porque, apesar de ter sido colônia britânica até 1997, o inglês é muito pouco usado. Nas estações de metrô é tudo falado em cantonês (a língua de Hong Kong), mandarim (a da China). Muitas das ruas e prédios levam nomes relacionados à era Vitoriana e outros personagens importantes da história da cidade. Mas, no geral, é muito difícil encontrar um garçom que fale a língua – ainda mais difícil alguém que o faça de boa vontade – ou até mesmo um cardápio em inglês.

Na noite em que chegamos na cidade já era tarde e tivemos que apelar para um restaurante perto do hotel, o único aberto, onde só uma pessoa falava inglês (que, por sorte, era extremamente sensacional!) e o menu era totalmente em cantonês. Foi DESESPERADOR sentar à mesa e olhar para aquele monte de desenhos (acho que entendi como se sente um analfabeto diante de um mundo de palavras) e, ainda por cima notar, desse monte de “desenhos”, que só conhecia o Frango Xadrez – informo: não tem NADA de parecido com o vendido no Brasil. Deu um pouco de medo mas consegui pedir um frango com noodles fritos e feijão preto, que em cantonês é algo parecido com “sitio kailau” e estava MARAVILHOSO! :D

Mas o que mais me surpreendeu mesmo foi o fato de que, se há um mês, quando estávamos em Buenos Aires, tivessem me dito que eu me divertiria tanto numa cidade como essa, eu provavelmente teria RIDO na cara dessa pessoa, além de lhe dar um belo PESCOTAPA. Aí teria que pedir desculpas pelo resto da minha vida. Quem diria: Hong Kong, a cidade mais legal de toda essa volta ao mundo!

Começou no nosso primeiro dia de fato na cidade, completamente zoado por conta do jetlag: tinha dormido pouco mais de 3h como se fosse de tarde (horário de Doha) no Nian Liang Garden, onde também fica o templo Chi Lin. Foi bom começar devagar –e parece que o Buddha resolveu interceder a nosso favor. À noite, depois de passear por Hong Kong e pisar na terceira calçada da fama dessa viagem, fomos até o Jockey Club – uma indicação da Trini, espanhola responsável por grande parte de toda essa diversão na cidade –, mas eu só pensava em assistir às tais corridas de cavalo e ir embora capotar na minha cama.

Qual não foi a minha surpresa ao perceber que, às quartas-feiras, o Jockey Club é mais do que um lugar onde a HIGH SOCIETY hongkonger se reúne: é onde TODO MUNDO se reúne. Ninguém está nem aí pras corridas, que acontecem de 20 em 20 minutos. O pessoal se espalha fora das arquibancadas, come hot dogs e bebe jarras gigantescas de cervejas (que, na teoria, devem ser divididas entre vários amigos). O pessoal conversa, se conhece… ENFIM: em Hong Kong, Jockey Club é um lugar pra socializar. QUEM DIRIA?!

Expulsos pela polícia – pelo simples fato de que já tinham apagado as luzes mas ainda estávamos lá, calma! –, resolvemos continuar as conversas na Lockhart Road, cheia de bares e algumas baladas. Já desencanado de dormir, e resolvendo aproveitar de uma vez por todas, fui levado até Lan Kwai Fong. Muita gente na rua, música alta pra todos os lados… Era véspera de feriado, então todo mundo só pensava em aproveitar. MAS, naquele dia, o cansaço era muito grande e acabamos resolvendo esperar por algum táxi que pudesse nos levar até o hotel para, enfim, descansarmos.

Mas não para por aí! Calma. :D

O dia seguinte começou, claro, umas 16h30. Um descanso merecido e uma ideia que fazia bastante sentido já que, como disse, Hong Kong é mais bonita à noite. Comemos no Din Tai Fung, um restaurante especializado em dumplings e o que eles chamam de “comidas pequenas”. Se fosse na Espanha, seriam tapas; no Brasil, beliscos. Sabe? Enfim, anote esse nome porque é impressionante o como é bom: TUDO. Até o atendimento, em inglês. ;D

Devidamente alimentados, hora de subir de novo: dessa vez para o Victoria Peak. Há muitas coisas pra se fazer lá, mas nós fomos direto ao mirante pra ver a cidade toda iluminada – e linda – de cima. O vento não ajudou muito no clima, mas é uma daquelas coisas que você TEM de fazer, sabe? :)

A noite terminou no The Upper House, um bar/restaurante /biblioteca (!!!!) que fica no 49º andar de um prédio comercial no centro de Hong Kong. Quem nos levou até lá foi o Kurt, um hongkonger sensacional que conhecemos e que deu diversas dicas sobre a cidade, além de explicar muito sobre a língua, os “desenhinhos” (ideogramas), como se diz “oi” e “tchau”. Lá é um lugar lindo e que pouca gente conhece. Valeu, Kurt! :D

No dia seguinte fui dar um “oi” para o Tian Tan Buddha logo cedo. Depois de 40 minutos de ônibus morro acima, subi uma escada na qual cada degrau me dizia, bem baixinho no ouvido, que queria destruir meus joelhos; mas, novamente, o Cara parece que resolveu interceder por nós. Descobrimos que, com o equivalente a US$ 8, conseguiríamos não pegar uma fila de mais de uma hora do teleférico para descer e ainda teríamos o chão de vidro pra olhar tudo melhor e mais bonito. Comi um espeto de porpeta de Chocos (uma espécie de Lula), tirei uma foto com uma sul-africana que achou legal eu fazer caretas pra fotos, conheci o Temple Street Market (a versão LIVE ACTION do site DealExtreme) e lá fomos de volta pra Lan Kwai Fong.

Dessa vez, num anfiteatro. “Oi?”. Sim, exatamente. Ao final de uma rua, um lugar com arquibancadas é chamado de anfiteatro por todos que lá frequentam. Todo mundo senta lá, bebe, come… E, dependendo da nacionalidade, se prepara para o que está por vir. Alguns se contentavam em estar lá e ir embora depois; acompanhado de vários espanhóis, era só o começo. De lá, seguimos para o meio da rua, onde comecei a perceber o quão legal era aquele lugar: as baladas colocam o som pra fora, de modo que a pista é o asfalto e você desce ou sobe a rua atrás do que mais te apetece. Se quiser entrar de graça, não tem problema. Se não, vai ali numa 7-Eleven (elas existem AOS MONTES em Hong Kong!), compra o que quiser e se diverte.

E foi o que eu fiz por duas noites seguidas com, além de espanhóis, franceses, coreanos, noruegueses e até mesmo um sueco muito famoso – ou alguém parecido com ele. ;D

Em resumo: Lan Kwai Fong é o lugar pra se ir em Hong Kong. Sem se preocupar com que roupa vestir ou o quanto vai gastar de ~consuma~. Você conhece gente de TODO O MUNDO, dá risadas, bebe umas coisas nunca antes imaginadas e… Enfim. Uma cultura totalmente diferente de tudo o que eu conheci, meio que baseado na necessidade. Com tanto gringo por lá trabalhando e com os chineses sendo tão fechados, era necessário que alguma coisa assim acontecesse. E é sensacional. :)

Em Hong Kong, também aproveitei pra conhecer o Museu de História, que conta como Hong Kong surgiu, desde o início dos tempos até os dias de hoje; conheci um daqueles mercados em que vendem peixes e outros animais vivos; comi carne de pato e me despedi da cidade com uma garotinha envergonhadíssima, no metrô. Seu avô queria que ela me dissesse “Ni Hao”, mas ela só se escondia. Ele ria, adorando ver aquilo, feliz de estar com aquela criança.

Foram poucos minutos, mas um daqueles momentos inesquecíveis. Eu já fui aquela criança. Até hoje sou um pouco tímido, querendo me esconder na hipótese de qualquer contato social. Mas, bem ali na terra dela, me diverti e conheci um monte de gente… Tô falando que tô mudando! Será que é culpa da virada dos 30 anos ou um resultado dessa Volta ao Mundo me fazendo passar, em tão pouco tempo, por tantas culturas diferentes?! Certamente, daqui a um tempo, eu que darei risada da minha neta se escondendo enquanto peço pra ela dizer “oi” para as pessoas. :)

唔該, Hong Kong! Até outro dia. ;)

TAGS: , , , , , , Comentários: (0)


Comente esse post

Todos os comentários do blog passarão por moderação da equipe monitora, sendo excluídos todos os comentários contendo quaisquer tipos de ofensas ou discriminações.